POLÍCIA INVESTIGA EMPRESÁRIA DE PETRÓPOLIS POR ESTELIONATO

noticias

POLÍCIA INVESTIGA EMPRESÁRIA DE PETRÓPOLIS POR ESTELIONATO

Denúncias dão conta de dezenas de celulares vendidos e não entregues





POLÍCIA INVESTIGA EMPRESÁRIA DE PETRÓPOLIS POR ESTELIONATO
POLÍCIA INVESTIGA EMPRESÁRIA DE  PETRÓPOLIS POR ESTELIONATO

Data : 29/07/2019 12:15 | Cidade:Petropolis | Cliques : 5113 | Secao:noticias

A 106° DP de Itaipava, Petrópolis recebeu na última semana um grande número de denúncias de estelionato contra uma empresária da cidade que vende celulares pela internet. 
Segundo os denunciantes, os aparelhos vendidos não foram entregues e não houve ressarcimento dos valores pagos.Os celulares eram anunciados na página Imports Petro, já retirada do Instagram após as denúncias e a compra e pagamento era acertado via Whatsapp com a própria empresária. Alguns denunciantes começaram a desconfiar depois do cumprimento do prazo de entrega de 30 dias , sempre adiado pela vendedora. Alguns aparelhos comprados em abril ainda não foram entregues! A empresária alega ter ressarcido os clientes porém, o que consta nas denúncias é que a mesma efetua depósitos com valores ínfimos e envia aos clientes comprovantes com os valores corretos, demonstrando uma má fé na tentativa de ganhar tempo. 
O fato é que, até agora os clientes lesados contam com a justiça para ter seus direitos garantidos. Foi criada uma página no Instagram, a "Imports Petro Fraude", onde relatam os prejuízos causados por esta empresária. Casos como este aumentam a desconfiança do consumidor com a compra pela internet. 
É preciso muito cuidado para não se deixar enganar por falsas promessas e procurar sempre empresas já consolidadas no mercado para evitar problemas. Às vítimas deste golpe agora resta esperar que a justiça tome as medidas cabíveis.
































Rua Dr. Osório de Almeida, 52 Governador Portela - Miguel Pereira-RJ (24) 2484-6155 | (24) 98111-0534 | falecom@jornalserranews.com.br


© Copyright 2019 | Jornal Serra News OnLine

DESENVOLVIDO POR :
www.riobrasil.net - www.riobrasil.com.br -